sexta-feira, 22 de março de 2013

SEM SALÁRIO, SEM AULAS:: INFORME GRUPO DE TRABALHO SOBRE INTERVENÇÃO DO MEC

ATENÇÃO PARA AS RETIFICAÇÕES PARA MAIOR CLAREZA DA INFORMAÇÃO.

A Assembleia dos docentes, de 14 de março de 2012, deliberou pela constituição de um GT para encaminhar ações para uma campanha pela intervenção do MEC. Não houve a reunião deste GT. No entanto, esse é um tema que permanece na órbita de atenção dos docentes da UGF.

II. Do Despacho publicado no DOU aos 21 de março de 2012

O tema da intervenção possui uma complexidade que necessita estudos e aprofundamentos para que avancemos na direção do controle social das Mantenedoras, quiçá por meio de agência reguladora nacional - o que inexiste atualmente.

Por outro lado, há um despacho da SERES/MEC que determina que a Galileo preste informações administrativas, tais como previsão de demissão de docentes na UGF e UC, extinções de campi, etc... e acadêmicas, diversas. Há 10 dias para que as IES respondam essas questões. Além disso, as IES precisam atualizar no e-mec, em até 30 dias, os dados para recadastramento e a Galileo precisa informar o novo controle societário. Imediatamente fica suspensa a autonomia universitária, ou seja, neste momento não se pode abrir campi ou cursos novos, dentre outras medidas acadêmicas suspensivas. Estas medidas do despacho são passo que antecede a decisões, dentre as quais pode haver a de intervenção. O despacho tem a data de 20 de março de 2013, publicado no DOU, dia 21/3/2013, p. 16, é é assinado por Jorge Rodrigo Araújo Messias.

O ponto que interessa ser chamado à reflexão é que nesses moldes a intervenção se dá sobre a IES. A questão que nos aflige é também a da relação entre Mantenedora e IES: quais as medidas de controle do MEC sobre as IES? Como descumprimentos nos requisitos para o ato de autorização de Mantença, que o MEC confere a uma Mantenedora, são punidos? Como o MEC se responsabiliza por garantir que os direitos violados na prestação de serviços educacionais possam ser fiscalizados e punidos em caso de descumprimento? Essas são questões que precisam de resposta mais aprofundadas.

III. Das atividades promovidas pelos discentes

Estarão presentes na assembleia dos estudantes, segundo a aluna Fernanda, do Camed, dois advogados, um a OAB, outro da UNE, especializados nestes temas. Será relevante ouvi-los. No site do Camed há informações sobre desdobramentos da missão de estudantes que já está em Brasília-DF (www.camedugf.com).

26 comentários:

  1. Talvez essa seja a assembléia mais importante para nós estudantes, desde o início de toda essa mobilização. A decisão do MEC de investigar a situação das universidades mostra que todo o nosso protesto tem dado resultado, e isso pode fazer com que nós tenhamos que ajustar nossos planos de ação.

    Com a presença destes advogados, espero que muitas de nossas dúvidas a respeito de uma possível intervenção pelo MEC sejam esclarecidas.

    ResponderExcluir
  2. Gente quem pode pede transferencia da UGF vocês acham realmente que vai ser só esse semestre??? Isso vai se arrastar até a UGF definhar. Cada dia abre uma faculdade nova no Brasil, e cada vez mais a UGF perde prestigio. Agora nem aula tem mais. Pelo amor de deus quem tem pena do seu dinheiro saia da UGF, eu não saio porque ja estou nos últimos períodos e infelizmente vou ter que sair com o diploma da UGF.

    ResponderExcluir
  3. Existe esperança das aulas serem retomadas ainda neste semestre ??

    ResponderExcluir
  4. Brincadeira esperei até agora é perdi o semestre pois n posso começar em outra instituição pq nessa data ninguém aceita mais calouro. Fui para UGF pq achei que seria uma boa universidade agora até para pegar meu dinheiro de volta eles querem de 30 a 90 dias. Brincadeira? Vai me dar muita dor de cabeça ainda.

    ResponderExcluir
  5. E eu que estou no 6º período já paguei 3 mensalidades e agora vou ter que procurar outra facu, vai ser uma dor de cabeça danada juntar toda a documentação etc etc ... ai ai ai que luta para conseguir entrar no mercado de trabalho.

    ResponderExcluir
  6. Temos alguma esperança das aulas voltarem esse semestre???
    Essa greve já ta sendo a gota d'àgua....

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Na postagem anterior a ADGF disse que houve uma reunião de 3 horas e que a Galileo enviaria uma nova proposta, de acordo com os ajustes propostos, até às 10h de 2ª feira. Agora, a ADGF diz que não houve reunião porque isso e aquilo, blá blá blá... agência reguladora que não existe... O que é isso? Manipulação de informações? Da mesma forma que exigimos transparência da Galileo também a exigimos da ADGF. Só espero que o tiro não saia pela culatra com esse negócio intervenção do MEC. Que desolação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade ! Os senhores professores estão pensando que somos palhaços ! Não deveriam nem receber março !

      Excluir
  9. Afinal, teve reuniao da ADGF com a Galileo ou não?

    ResponderExcluir
  10. Arnaldo, a reunião deste post não é a da Galileo e sim do grupo de trabalho formado na ultima assembléia conforme escrito no título.

    ResponderExcluir
  11. Se não houve a reunião então O Grupo de Trabalho não trabalhou. Td muito estranho... mal conduzido. Pedem intervenção do MEC e não sabem quais as consequências disso... Os estudantes através da Camed é que convocam 2 advogados especialistas para falar sobre isso e no post diz que " Talvez seja relevante ouví-los". NÃO! Seria PRIMORDIAL tê-los ouvido antes de qualquer atitude. Complicado ...

    ResponderExcluir
  12. Não pago mais mensalidade enquanto as aulas não voltarem. Estou em greve.

    ResponderExcluir
  13. Creio que isso e o que todos os alunos vão fazer, mas a revolta e a perda do período, perda de tempo de dinheiro atraso na formatura e tudo mais e infelizmente a única coisa que nós alunos podemos fazer e não pagar a mensalidade e tentar reaver as mensalidades pagas de 2013.01, pois pagamos até o mês 3 e nada de aula e a GALILEU agiu malandramente adiando a data do início das aulas para comer mais uma mensalidade, se as aulas tivesse começado na data certa já estaríamos cientes da greve e não pagaríamos a mensalidade do mês 3, o fato e que a GALILEU já sabia que essa bomba ia explodir e fez o possível para tirar o máximo de dinheiro de nos alunos.

    ResponderExcluir
  14. Eu esqueci de mencionar você entra no site da UGF ou da UC e lá não tem nada informando que está em greve ou coisa do tipo e ainda dá para se inscrever para vestibular e aceitando transferência e soda os caras não estão nem ai pra atual situação, querem e capitar mais alunos.

    ResponderExcluir
  15. Por que não convidar estes advogados a comparecerem a assembleia dos docentes na segunda feira as 15:00h. Acho que o atual momento a questão deixou de ser apenas salarial e passou a ser institucional. Por não propormos a GALILEU, não somente uma a formulação de uma comissão de para o acompanhamento financeiro da instituição, mas também formar uma comissão sobre deliberações acadêmicas, pois a diretoria da GALILEU não somente promoveu um caos financeiro, como também um caos acadêmico. Poderíamos promover a lavratura de um estatuto mais completo. Estamos passando por um processo de total incompetência administrativa e acadêmica, onde temos como o maior exemplo na instituição o curso de medicina.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Eu estou achando que a GALILEO vai declarar falència !! A GALILEO está muito quieta estão tramando alguma coisa.

    ResponderExcluir
  18. Tô dizendo, ninguém está preocupado com os alunos, nem MEC, nem essa UNE de mauricinhos, muito menos a Galileo. Dos professores não falo nada, estão perplexos e perdidos, entendo o drama e a revolta deles. A briga é por dinheiro. O pastor, acostumado a tomar o dízimo dos ingênuos seguidores da igreja dele, embolsou o dinheiro da Gama Filho e agora desapareceu. A Promotoria Pública Estadual, a chefe de polícia Marta Rocha nem fala nada, o MEC dando prazos e mais prazos prá Galileo... então meus caros, repito: se até 2ª feira nada for resolvido, SOMENTE A OCUPAÇÃO DA UGF PELOS ALUNOS, de maneira firme, organizada, sem vandalismo irá fazer as autoridades se coçarem. Rapidinho vem polícia, Ministério Público, do Trabalho, MEC, Dilma, Obama... prá resolver essa bagunça!

    ResponderExcluir
  19. E os professores ficam olhando (fazendo no máximo assembleias que não resolvem nada) esperando que os alunos resolvam tudo.
    Cada cachorro que lamba sua casseta e os alunos que se fodam!!!
    É isso que está acontecendo.
    Abs

    ResponderExcluir
  20. Alguém responsável por este blog pode ser mais claro com as seguintes perguntas que irei fazer???

    1º) Teremos aulas no semestre 2013.1???

    2º) Devemos continuar pagando a faculdade???

    3º) Existe previsão da greve acabar???

    4º) A faculdade vai fechar as portas?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, falta mais clareza !

      Excluir
    2. Ninguém tem respostas claras para sua pergunta.

      1º) O máximo que a greve pode se estender são 50 dias, após 50 dias dos professores em greve automaticamente o período já está perdido;

      2º) Pagar a faculdade é obrigação do contratado, caso contrário é considerado devedor(mesmo no caso atual da Gama Filho). Mas eu por exemplo, não irei pagar enquanto as aulas não começarem;

      3º) A greve só vai acabar quando o Grupo Galileo oferecer uma proposta de pagamento que preste para os professores, afinal, são 2 meses atrasado mais os próximos salários em jogo;

      4º) Corre risco de fechar as portas sim, mas nós(professores e alunos) estamos lutando para que isso não aconteça.

      Excluir
    3. Prezados.
      Tenho certeza de que essas questões serão tratadas, com toda a clareza de detalhes possível, nas Assembleias de 2a feira: 15h (professores) e 18h (alunos).
      Pelo que sinto (são os meus pensamentos particulares):
      1) sim, teremos aulas em 2013.1, com um novo calendáio proposto pela reitoria, logo após a greve.
      2) sim, para não precisar pagar multas depois, a menos que o advogado, na Assembleia dos alunos, traga novas reflexões sobre o assunto. Suas aulas serão repostas, logo, você terá o seu serviço prestado, em breve. Pense, em uma analogia bastante livre, que você comprou um produto e a entrega atrasou... mas haverá, a entrega.
      3) não há previsão, mas a Galileo ficou de enviar nova proposta até às 10h de 2a feira. Se a proposta for viável e incluir garantias de que serão cumpridas, a chance da greve acabar é grande. Mas dependerá do teor dessa proposta. Nesse caso, torço, tanto quanto vocês, para que a proposta seja boa pra todos.
      4) Não, a UGF não fechará suas portas, nesse momento. Disso, tenho certeza.
      Em tempo: Rafael Mello, obrigado pelo apoio.
      Thiago Bento, você foi meu aluno na engenharia (irmão do Rodrigo), ou apenas tem o mesmo nome? Se for, passe-me um e-mail (acredito que você o tenha), para conversarmos melhor. Fique calmo, os professores também estamos lutando pelo retorno da UGF ao seu lugar de destaque. Se você me conhece (e seu irmão, ainda mais), sabe que não penso do jeito que você diz que todos pensamos.

      Excluir
  21. já há alguma saída á vista para a greve e o reinicio das aulas aí na ugf ?

    ResponderExcluir